Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Trail Monte da Lua: um dia excelente!

A Dream Team: Eu, Patrícia e Diogo! (Foto por Paulo Jaime)

 

Sábado, 6 da matina e toca o despertador. Tal como o Diogo Conceição disse: “em vez de se estar a deitar vindo do SBSR (...) vai galgar a Serra de Sintra”. São escolhas. E não me arrependo da minha :)

 

Combinei com o Diogo e a Patrícia que iríamos fazer a prova juntos, pois, nos treinos CnC das semanas anteriores descobrimos que temos os três mais ou menos a mesma pedalada. Fizemos bem. Formamos uma excelente equipa, do início ao fim uns a puxar pelos outros! Sem objetivos de tempo, apenas com a intenção de fazer aquilo que gostamos - correr em trilhos - , lá fomos aos K25 do Monte da Lua.


Em poucas palavras: ambiente espetacular, prova gira e que desfrutamos bem e, após aplaudir a chegada dos últimos dos K25 e primeiros dos K50, um excelente piquenique organizado pelos Tartarugas. Foi um dia muito bem passado; um dia daqueles que nos faz manter o sorriso na cara dos dias seguintes.

Em relação à prova, a comunicação da mesma (facebook, emails, website) foi muito boa e simpática e os horários foram cumpridos. Contudo, para uma prova de K25 por €22, penso que a qualidade dos abastecimentos (eram duas e não tinham água isotónica) e a sinalização (ajudei uma pessoa a não perder um desvio que não tinha visto) deixaram muito a desejar. Por outro lado, o percurso, pelo menos o do K25, e na minha opinião, “não foi nada de especial”, penso que Sintra tem muito mais a oferecer daquilo que vimos, mas pode haver pessoas que não concordam comigo, é claro. Por fim, na Praia da Maçãs, onde se realizaram a partida e chegada (local muito bem escolhido pela sua acessibilidade e beleza), o debrief inicial não se ouviu, pois era uma pessoa a falar para todos os participantes dos K25, sem microfone ou palco (improvisado) e, ao meu espanto, na minha chegada, a água tinha acabado. Acho inaceitável, numa prova que, à grande maioria dos participantes, leva 4 a 5 horas, não haver água na chegada. Passado algum tempo, reabasteceram, mas já foi tarde; alguns amigos já se tinham ido embora. Desiludidos.

 

Resumindo: tive um dia muito bem passado; o espírito de trail é realmente outro. Se volto para o ano? Não sei.

 

Os meus parabéns ao Diogo Conceição e Liliana Moreira que se estrearam nas provas de trilhos! Que venham muitos, muitos mais!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.