Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Review: Salming Distance


Por Bo Irik:


A Salming, marca sueca, tem vindo a ganhar visibilidade no mercado português, apoiando várias provas de referência, entre as quais a Meia Maratona do Douro Vinhateiro, e já estando presente nalgumas lojas especializadas.

 

Ao contrário do que possa parecer, a marca não é nova, antes pelo contrário: nas modalidades de floorballhandball e squash, a marca tem uma enorme reputação. Na verdade, no passado dia 19 de Maio, Equipa da Hungria Pick Szeged vence a taça da European Handball Federation contra o Montpellier em Berlim, sendo que a equipa vencedora tem 5 jogadores que usam sapatilhas Salming.

 

No que toca ao Running, a Salming dedica-se ao “desenvolvimento de calçado de corrida para ajudá-lo a correr da melhor forma, com menos esforço e livre de lesões”, defendendo o conceito de Natural Running. Tal como as palavras indicam, Natural Running é a forma natural de correr em que o atleta coloca o meio do pé em contacto com o solo primeiro, usando a força da gravidade para lhe empurrar para frente.

 

Eu identifico-me muito com a tendência “No nonsense running”, o lema da marca, pois gosto de me sentir mais próxima do solo e ter mais contacto com o piso. A Salming Running é uma verdadeira evangelista desta tendência, fornecendo vários estudos e vídeos sobre o tema no seu site oficial.

 

Vamos lá então ao review do modelo Distance, que faz parte de uma gama de quatro modelos: Speed (que prometem ser mais leves e rápidos que os seus irmãos Distance, feitos para desafiar diferentes pavimentos), Race (o modelo mais rápido da gama Salming Running) e Xplore (sapatilha estilo barefoot, com propriedades cross fit).


Segundo a marca, a sapatilha Salming Distance foi “Concebida para durar. Permita-se a satisfação de correr kms após kms com o modelo Salming Distance. Com grande durabilidade e um drop de 5mm, esta sapatilha foi projetada para ajudá-lo a superar longas distâncias e superfícies duras.” Pois, tal como o nome indica, os Distance prometem acompanhar corredores neutros em distâncias maiores.

 

Foi para testar essa promessa que usei os Distance, após algumas dezenas de kms em treinos, na Meia Maratona de Lagos. Os ténis comportaram-se tão bem que decidi voltar a usá-los numa meia, a do Douro Vinhateiro, e não me arrependi nada. Após as provas sentia-me muito bem e poderia correr mais uns kilometrozinhos (se não fosse o calor). Fiquei apenas com umas pequenas bolhas na parte interior na frente de ambos os pés, mas nem quero atribuir a causa às sapatilhas, pois, os meus pés são muito sensíveis a bolhas e nem lhes permito tempo para curar devidamente…

 

Segue o veredicto final, sem entrar em grandes especificidades técnicas (que podem ser detalhadamente consultadas aqui).

 

Pontos positivos:

# São realmente leves e rápidos (240gr modelo masculino e apenas 195gramas no modelo feminino) entretanto aguentam-se bem em distâncias maiores;

# Gosto imenso do drop reduzido (5mm), que permite sentir realmente o “natural”;

# Dão-se muito bem com o calor, pois respiram bem;

# Muito confortáveis, até na calçada portuguesa se comportam bem graças à tecnologia RunLite™ na entressola, que proporciona alta resistência ao desgaste e uma sensação agradável no contacto com o solo. Também na praia são amigos; 

# A cor, amarelo fluorescente. No início achei demasiado forte, mas agora que me habituei e é ótimo para dar nas vistas em treinos à noite (e no ginásio foram repetidamente elogiados).

 

Pontos negativos:

# Não os achei muito flexíveis;

# O estilo “natural running”, não necessariemente o ténis em si, não é para todos. Para corredores habituados a ténis com maior amortecimento e controle de estabilidade ou mais pesados, a adaptação a este tipo de sapatilhas deve ser gradual e cuidadosa;
# Preço: €135, é um grande peso na carteira…

 

Embora não sejam ténis apropriados a todos, os Salming Distance cumprem as suas promessas. Eu gostei muito e recomendo vivamente a quem a se queria aventurar no “natural running”. Continuarei a usá-los em treinos mais longos e Meias Maratonas. Em breve seguirá a review dos irmãos dos Distance, os Speed, que tenho vindo a usar em distâncias mais curtas e rápidas.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.