Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Review - Mizuno Wave Ultima 11 Amsterdam Edition

IMG_20191019_095431.jpg

Agora sim... Depois da prova rainha das corridas, a bela e dolorosa maratona, a minha primeira (e se calhar última :D ), posso finalmente dar a minha opinião final sobre esta edição limitada desenhada para a maratona de Amesterdão pela Mizuno em parceria com o museu nacional da Holanda (Rijksmuseum). 

IMG-20191027-WA0001.jpg

Para quem não teve a oportunidade de ver a preview, recomendo passarem pelo nosso post e percorrerem a galeria de imagem para ver os inúmeros detalhes a relembrar o evento neste modelo. Neste momento os ténis têm cerca de 150km+ em uso em treinos longos, alguns de 10km, corrida do Tejo e, claro está, na grande maratona.

IMG-20190902-WA0006.jpg

Resumindo os detalhes do ténis:

  • Passada: neutra
  • Drop: 12mm
  • Peso: 329g (42.5 EU)
  • Preço: 135€ (A edição limitada)
  • Finalidade: treinos longos com foco no amortecimento.

IMG_20191020_092147.jpg

Na minha opinião, os ténis estão bem pensados para quem prefere algum dar primazia ao amortecimento constante num treino longo e não dá tanta importância à velocidade. São também mais indicados para quem pode ter aqueles quilinhos a mais. A estabilidade e absorção do impacto garantem o conforto mas o reverso da moeda está no facto de serem extremamente pesados, que acaba por prejudicá-los. São os ténis mais pesados que já usei, cerca de 50g a 60g superiores ao meu anterior limite.

Estar constantemente a puxar 329g em cada pé ao longo de tanto tempo era algo que me "assustava" um pouco pois temia que me fosse criar ainda mais fadiga muscular. Creio que esse receio confirmou-se na maratona com o decorrer da distância. No entanto, os pés saíram completamente ilesos, sem uma única mazela! Zero bolhas! Na minha opinião, o seu reforço de acolchoamento, muito contribuíram para isso.

IMG-20191027-WA0017.jpg

Há ainda uma ressalva que pretendo alertar que depende dos locais onde irão ser usados os ténis. A temperatura!
Nos treinos e provas que fiz com eles por Lisboa, a temperatura interior era um pouco elevada. Não sentia o pé húmido, muito graças à respirabilidade dos ténis penso, mas é um facto que sentia os pés bem mais quentes. Apesar de tudo, não me preocupei muito porque no dia da maratona era esperada uma temperatura mais fria, onde a proteção ao frio seria até bem vinda. Mas convém ter esse detalhe em conta na hora da escolha do modelo.

Veredito final

Nem sempre é fácil encontrar modelos desta marca para running pelas lojas portuguesas, mas fiquei bastante surpreendido com a resposta dos ténis e especialmente com a envolvência e participação que a que a marca apresentou nas provas de Amesterdão. Estão de parabéns Mizuno. Estes são mesmo a celebração de um momento único!

Sendo uma edição limitada cheia de detalhes, com as cores que em tudo lembram os detalhes de Rembrandt e presente também na atmosfera noturna de Amesterdão. Não posso se não atribuir nota máxima ao design! O seu amortecimento levará também a nota máxima, já o reverso da moeda, o conforto, devido ao peso, na minha opinião é penalizado. O preço encontra-se nos valores idênticos a ténis da mesma gama, um pouco mais elevados que o modelo normal, mas perfeitamente compreensível sendo uma edição especial.

Design/Construção 20/20

Estabilidade e Aderência 18/20

Conforto 16/20

Amortecimento 20/20

Preço 17/20

Total 91/100

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.