Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Regresso às provas de corrida após confinamento Covid-19 – os treinos possíveis, o aumento do peso e o risco de lesão

jogging-2343558_1920.jpgpor Ana Sofia Guerra - nutricionista (1321N)

Está a fazer 1 ano desde que entrámos em confinamento devido à pandemia por Covid-19 e, após várias tentativas de desconfinamento, voltámos a estar retidos em casa. Para quem costuma treinar diariamente ou com alguma frequência semanal, isto foi como estar em “prisão domiciliária”.

O facto de estarmos mais tempo em casa, para além de ter reduzido o número de treinos e a sua intensidade, também pode ter contribuído (em alguns casos) para o aumento do peso.

Apesar de muitos de nós arranjarmos algumas estratégias para aumentar a nossa motivação para treinar (uso de passadeiras e bicicletas estáticas, halteres, elásticos, etc), o que é certo é que este tipo de treinos não induz as adaptações morfológicas e fisiológicas da mesma forma que o treino “normal” (em estrada ou na montanha).

Estas alterações podem reduzir a performance e aumentar o risco de lesão (por exemplo, rutura de ligamentos, contraturas difíceis ou mesmo lesões musculares) se não tivermos algum cuidado no regresso ao treinos fora de casa.

Tendo em conta que estamos ainda com alguns meses de preparação para provas oficiais, deixo aqui uma lista de cuidados que devem ter no regresso aos treinos “normais”:

Está na altura de ir à balança

Não adie mais a compra de uma balança ou mesmo de ver qual o peso que esta indica, porque temos de enfrentar estes valores com garra e determinação. Se desconfia do valor que a sua balança deu, está na altura de se pesar mais uma vez e fazer uma média desses valores. Registe a data e hora dessa pesagem num caderno ou no computador e pese-se semanalmente e nas mesmas condições.

Aumentei o meu peso, e agora?

Se aumentou o seu peso, está na altura de mudar os seus hábitos alimentares agora: opte por aumentar o consumo de alimentos com maior valor nutricional e menos calorias (por exemplo, os legumes), aumentar o consumo de água e reduzir aquelas bolachinhas que tem comido a ver as suas séries preferidas. Se, mesmo assim, não viu os resultados que pretendia, está na altura de regressar às consultas de nutrição ou mesmo procurar uma nutricionista pela primeira vez.

(Re)comece devagar

Se está a pensar em treinar ao mesmo nível do que treinava no ano passado, desengane-se. O treino na rua é diferente do treino em casa e tem de começar a reabituar o corpo ao aumento da intensidade do treino. Não tenha pressa: treine devagar e com juízo. E não se esqueça que a palavra de ordem é flexibilidade: o teletrabalho deixou-nos mais sedentários e os nossos músculos sentem-se um pouco mais “enferrujados”. Antes e depois de cada treino, faça cerca de 10 minutos (ou mais) de alongamentos calmos e dedique um dia da sua semana para fazer uma sessão de alongamentos mais prolongada. Os seus músculos agradecem e reduz o risco de lesão.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.