Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Está aí o Louzan Trail - Entrevista com o Ultra Luís Mota

 

Já aqui falámos num dos grandes desafios, que estão na mira da Crew do Correr na Cidade. Um irá ser o UTDP, mas existe outro que nos anda a entusiasmar ao ponto de toda a Crew estar a preparar uma grande road trip até ao Louzan Trail  2014.

 

Esta prova, a realizar no dia 21 de junho na Lousã, conta nesta edição com três distâncias: Trail Longo 33km e 1700 de D+, Trail Curto de 15km e Caminhada de 10km. Assim com o apoio do Montanha Clube de Trail da Lousã, fomos entrevistar esse grande Ultrarunner de seu nome Luís Mota, padrinho do Louzan Trail 2014.

 

1. Quem é o Luís Mota? 

  • Luís Mota
  • 9/4/1970
  • Casado
  • Tomar
  • Licenciado em Ensino da Educação Física/ Mestrado em Educação e Comunicação Multimédia
  • Profissão: Professor

2. Como é que começou a correr?
Corro desde a minha juventude. Durante vinte anos a minha modalidade foi o “Futsal”,  participando apenas na prova da minha terra “Três Léguas do Nabão”, sendo totalista (31 edições).

O desporto está ligado à minha história de vida. Todo o tempo que tenho disponível é dedicado ao treino.


3. Qual o ponto mais alto da sua carreira até agora?
 

O ano passado foi um ano muito bom onde alcancei as minhas melhores marcas em todas as distâncias. Foi um ano que participei na Maratona de Londres, terminei o Ultra Trail do Mont Blanc, venci a primeira prova de 100 milhas em Portugal e sagrei-me Campeão do Circuito Nacional de Ultra Trail, com muitas outras boas participações fazem deste um ano de boa memória.

Confesso que tenho conseguido alcançar bons resultados, mas os principais títulos que consegui foram os muitos Amigos que ganhei neste maravilhoso mundo da corrida.

 

4. O que representa para si o Trail Running?

Uma forma de vida.

 

6. Quem são os seus atletas de referência?

Vitorino Coragem, Jorge Serrazina, José Moutinho e Vítor Ferreira (Laminha).

 

5. Como vê o movimento do Trail em Portugal, com o número de provas a aumentar exponencialmente? o que podemos esperar do futuro? 

No bom caminho. O país tem enormes potencialidades e temos um conjunto de boas organizações. Começa a ser difícil encontrar adjectivos para qualificar a qualidade organizativa das provas em que participo.

 

6. Porque é que decidiu apadrinhar o Louzan Trail?

Quando participei na primeira edição não conhecia pessoalmente os elementos da organização. Após a prova tinha a sensação de ter participado na melhor corrida em Montanha. Desde aí fui criando uma forte amizade com os elementos do Montanha Clube e foram eles que me deram a conhecer esta fantástica Serra. A minha serra favorita de Portugal. Para mim é uma grande honra apadrinhar este evento.

 

7. O que podem os atletas esperar desta prova? (altimetria, terreno, dificuldades)

Esta prova vai deliciar todos os participantes. Estão prometidos os mais belos trilhos da Lousã. A escolha vai ser complicada, dada a quantidade, mas estão prometidos vamos a eles.

 

8. Em termos de treino, qual é o seu plano? Como se prepara para os diferentes desafios?(plano de treino, nutricional, psicológico) Como conjuga, trabalho e treinos?

Planifico mensalmente. Com duas provas alvo e duas a três de preparação em competição. Este ano estou a falhar no alvo e as que seriam de preparação estão a sair melhor. Terei de reformular. Utilizo igualmente a bicicleta de estrada aliada a muitos e saborosos quilómetros.

 

9. Quais são os próximos desafios?

As 100 milhas são o objectivo principal. Primeiro em Portugal, na Serra da Estrela e depois em França, no Ultra Trail do Mont Blanc.

 

10. Uma dica rápida (algo que advenha da sua experiência como atleta que queira partilhar)?

Ninguém é melhor nem pior do que ninguém. Com trabalho, dedicação e respeito conseguimos grandes feitos. No Trail, nem sempre é vencedor quem chega primeiro, cada um de nós tem a sua vitória”. Obrigado. Gostaria de vos receber no Louzan Trail.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.