Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Entrevista: saiba tudo sobre a Scalabis Night Race

snr“Pretendemos colocar a SNRace no calendário nacional”É já no dia 20 de abril que se realiza uma das corridas que mais expetativa tem causado nos corredores de pelotão portugueses: a Scalabis Night Race. A 1 mês da sua realização falámos com os organizadores para saber um pouco mais desta prova que já esgotou as inscrições e que se quer afirmar no calendário nacional das corridas.Texto: Filipe GilQuantos corredores esperam ter no dia 20 de abril em Santarém para  a 1ª edição da Scalabis Night Race? Mais homens ou mulheres? Muitos estreantes em corrida?Vamos ter 1000 atletas na prova principal ("SNRace") e 400 na Mini-Race. As inscrições esgotaram a mais de um mês do início da prova e temos tido, inclusive, muitos pedidos de amigos e conhecidos nossos na expectativa de que alarguemos o número limite das inscrições. Contudo, como se trata da nossa 1ª edição e como pretendemos garantir com o maior grau de certeza possível que corra tudo da melhor forma, não o podemos fazer. Não nos esqueçamos que somos completamente amadores, que estamos a abraçar este projeto com o maior empenho e entusiasmo possível, mas somos ainda inexperientes na organização de um evento com a dimensão que a SNRace ganhou. Uma das nossas principais estratégias foi fazer deste evento um dia marcante e festivo na nossa cidade. Aproveitámos os novos meios de comunicação e desenhámos um evento diferente, que se pretende num ambiente festivo e alargado à população em geral. Quem nos acompanha através do Facebook (que continua a ser o nosso principal meio de comunicação) percebeu muito bem a nossa missão, dado que a nossa estratégia que foi muito clara desde início, e conseguimos uma forte adesão não só de mulheres (estão inscritas aproximadamente 35%), como também de muitos estreantes em corrida.Pela vossa comunicação, a animação não vai faltar durante a prova. Mas será uma prova “à séria” ou será mais descontraída que as provas que os corredores habitués costumam participar?A nossa comunicação foi, de facto, muito forte desde início, para que as pessoas percepcionassem qual seria o ambiente que pretendíamos ter no dia 20 de Abril. Pela adesão ao nível das inscrições, bem como pelo feedback tremendo que temos tido de muitos participantes, essa foi efetivamente a nossa grande vitória, pois com isso, vamos certamente ter uma prova diferente das tradicionais "corridas de atletismo", vamos ter um ambiente descontraído e festivo. Apostámos em ter muita animação, não só ao longo da prova, mas também durante todo o dia. Para isso criamos uma parceria com o Instituto Politécnico de Santarém, que se juntou a nós e vai organizar neste dia o "Dia Aberto do IPS", um evento que terá início de manhã e no qual todas as Escolas vão mostrar um pouco de si em várias atividades ao longo do dia.Ao nível dos eventos desportivos, ao final da tarde temos a Kids Race, uma prova aberta a todas as crianças (com limite de 400 participantes) e que pretendemos que seja uma verdadeira festa, com muita animação, como é fundamental quando trabalhamos com crianças. Depois teremos então o evento principal, com a SNRace às 21h00, onde vamos ter vários pontos de animação, com a atuação de um Rancho Folclórico, de uma Tuna, do nosso acordeonista Diogo, no já simbólico abastecimento de tinto e um concerto com uma talentosa banda local, logo após a entrega dos prémios. Teremos ainda a participação de dois fantásticos e talentosos speakers ao longo do evento, que certamente contribuirão e muito para o ambiente festivo que pretendemos proporcionar às pessoas.E que tipo de percurso irá ser? Tem subidas? Tem características que gostassem de salientar?Tivemos a preocupação em que o percurso fosse essencialmente plano e que se desenrolasse nas ruas do riquíssimo centro histórico da nossa cidade. Não foi nada fácil, pois a nossa cidade é conhecida por ser um planalto de reduzidas dimensões, mas com alguma arte e engenho conseguimos. Temos então um percurso muito bonito, com vários pontos de passagem muito interessantes e emblemáticos da nossa cidade, dos quais destaco a entrada dentro do Jardim das Portas do Sol e a entrada dentro da Escola Prática de Cavalaria, com saída pela "Porta de Armas", de onde saiu Salgueiro Maia na madrugada de 25 de Abril.Há prémios para os vencedores?Sim, haverá prémios para os três primeiros classificados de cada escalão, com destaque especial para os vales de oferta de uma conhecida marca de desporto, que serão entregues aos três primeiros classificados femininos e masculinos. Temos ainda um prémio diferenciador, que consiste na entrega de uma garrafa de vinho para cada elemento da equipa mais numerosa.Nota-se que têm um grande apoio local. Como é que a cidade e a autarquia está a reagir a esta prova?Sim, temos efetivamente tido um grande apoio local, quer da população, quer da autarquia, que nos apoiou desde a primeira hora, o que foi fundamental para que avançássemos definitivamente com este projeto. Temos tido um excelente feedback de todas as pessoas com as quais vamos contactando na cidade, que se mostram satisfeitas pela realização de um evento festivo, com uma criatividade singular e levado a cabo por um grupo de pessoas completamente independentes, que se reuniram de forma espontânea e que "apenas" têm em comum o gosto pela corrida noturna e pela nossa cidade.Quanto custou por de pé uma prova como esta? E quanto tempo demorou a preparar?Um evento desta  dimensão tem sempre envolvidos valores elevados de orçamento. Contudo, apraz-nos registar que com alguma criatividade e persistência, conseguimos montar uma prova diferente, com muitas ofertas para os participantes e a um preço completamente simbólico, tendo em comparação eventos similares. Era nossa preocupação que o preço de inscrição fosse abaixo dos 10€, pois temos a noção da crise económica que o país atravessa e das dificuldades financeiras que poderiam prejudicar a participação de algumas pessoas que não tivessem essa capacidade. Ao nível do tempo de preparação, na verdade é sempre escasso. Começámos a delinear a estratégia ainda no verão de 2012 e desde o início que sempre soubemos o que pretendíamos para a nossa prova: queríamos efetuar uma "réplica gigante" do nosso treino SNR. Teria, portanto, de ser um evento alegre, singular, bem-disposto, num ambiente noturno e no centro histórico de Santarém. Criámos dentro dos SNR um grupo organizador, composto por doze elementos, que se reúne obrigatoriamente semanalmente e que vai debatendo diariamente os assuntos de expediente.Já pensam numa segunda edição?Sim, desde o início que pretendemos colocar a SNRace no calendário nacional. Pretendemos que a nossa prova seja um evento marcante, pois acreditamos que temos características próprias que nos favorecem: a nossa centralidade; os fáceis acessos rodoviários; a nossa proximidade a Lisboa; o fato da nossa prova ser uma das poucas noturnas do calendário; a nossa espontaneidade e a característica muito própria (festiva) com que encaramos as provas onde participamos.Podemos ver os Scalabis Night Runners a organizar outro tipo de prova? Noutra localidade ou de running trail?A SNRace será, certamente, a nossa prova, o nosso evento, o projeto que sempre pretendemos criar desde o início. Porém, também desde o início que assistimos a uma franja do grupo que tem muito interesse em organizar um running trail, face ao fenómeno de crescente participação que estes eventos têm assistido. É de facto uma possibilidade a estudar, depois de 21 de Abril. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.