Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Duratrail 2017: uma aventura a três

22851824_1491592797588713_2445408669733022221_n.jp

O Duratrail, já na sua 5a edição este ano, é uma uma referência nacional e faz parte do Circuito de Trail Running Nacional. A prova que decorreu no fim-de-semana passado não deixou nada a desejar.

 

Desde a comunicação pré-prova, ao levantamento dos dorsais, à sinalização, abastecimentos e zona da meta e partida... tudo impecável. De facto, não tenho nada a apontar. A simpatia dos voluntários condizia com o calor do sol que se fez sentir no Parque Urbano de Albarquel em Setúbal, junto o Rio Sado.

WhatsApp Image 2017-10-30 at 19.07.01.jpeg

O Duratrail este ano teve duas distâncias. Estava inscrita nos 30km mas decidi mudar para os 18km. Houve dois motivos que me levaram a esta decisão: primeiro a falta de treino de distâncias maiores e segundo porque iria ter uma companhia especial - o meu namorado estreou-se nos trilhos no Duratrail!

 
"E o terceiro elemento?" perguntam-me vocês por causa do título. O terceiro elemento foi o meu novo TomTom Adventurer. Já tinha tido o privilégio de correr com este relógio no âmbito de uma ultra maratona e agora fui convidada a ser embaixadora da TomTom em Portugal. Giro, né? :) (Quem ainda não leu, pode ver a minha review aqui). A prova correu super bem e a companhia foi ótima :)

WhatsApp Image 2017-10-30 at 19.07.08.jpeg

No entanto, é certo que foi  a primeira e última vez que corri uma prova de trail com o Xiko, pois ele é muito mais rápido que eu! Prinicpalmente nas subidas, o Xiko voava enquanto eu penava. Muito querido foi ele em ter esperado e puxado por mim. Pois, nos últimos 4km de prova, quebrei. A primeira parte fiz sempre a puxar, a tentar acompanhá-lo mas sabia que não ia aguentar muito com o relógio a indicar pulsações acima dos 170 bpm nalguns troços. Além disso, não tenho estado muito fit ultimamente, com sintomas de quem trabalhou demais nos meses de verão (mas isso passa!).
 
O Duratrail é lindo. Os trilhos, muito single tracks, são muito giros e com alguma tecnicidade. As paisagens, o típico "entre a serra e o mar" da Arrábida dão nos energia quando precisamos e a simpatia dos voluntários e espírito entre participantes foi muito bom! Antes de chegar à meta ainda corremos uns 100m pela praia! Que maravilha! E a zona da meta (e da partida) no Parque Urbano de Alburquel é perfeito. Cruzar a meta com o Sado ao nosso lado é lindo! A cereja no topo do bolo foi a panóplia de barras energéticas e bebidas isotónicas que nos esperavam na meta e ainda um belo almoço de massada de choco com uma imperial! Ah, e nada melhor do que um banho para agradecer às nossas perninhas!

IMG_20171028_115331.jpg

Obrigada Duratrail e até para o ano!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.