Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Dicas de trail: como ser mais eficiente a descer

IMG_6603.JPG

As corridas ganham-se a subir e perdem-se a descer. Ouvi esta frase já há alguns anos e se na altura, ainda a começar a correr nos trilhos, fez pouco sentido para mim na altura mais  tarde comecei a entender o seu significado.

Descer é seguramente uma das fases mais técnicas do trail e onde a experiência e perfil do corredor se refletem em mais ou menos tempo despendido para percorrer o mesmo segmento de trilho.

Existem corredores de extremos, os que descem sem medo e sem grande reflexão e passam a “voar” e outros mais cautelosos que calculam cada passo e privilegiam uma descida tranquila e segura.

Ao longo dos anos fui aprendendo e progredindo, ganhando aos poucos confiança para descer cada vez mais rápido e com segurança. Além da experiência adquirida existem alguns factores que considero importantes e que trabalhados podem ajudar–vos a melhorar e serem mais rápidos a descer.

IMG_6561.jpg

Os cinco fatores de performance na descida

  1. Psicológico

Este fator reflete a noção de correr riscos. Tenho uma personalidade mais cautelosa ou tenho apetência para arriscar? Considero que é fator mais intrínseco e que varia de pessoa para pessoa. Sendo algo averso ao risco com os anos consegui ultrapassar alguns bloqueios e ganhar confiança para arriscar um pouco mais nas descidas. 

  1. Biomecânica

O impacto no chão e posicionamento do pé têm grande influência na nossa capacidade de descer depressa. Qual a parte do pé que apoiamos a descer? Metemos mais o calcanhar ou pelo contrário é a ponta do pé que entra em contacto com o chão. Uma melhor técnica de corrida, ou seja tocar no chão com a frente do pé traduz-se numa melhoria da performance na descida. Este é o fator mais importante e seguramente o que deve ser mais trabalhado.

  1. Força

Força máxima e força explosiva. Capacidade de desenvolver rapidamente força com os quadríceps e mudar de direção. Importância do trabalho de ginásio sendo que exercícios como os agachamentos normais, com peso ou com salto são bons exemplos e irão ajudar a ganhar força. 

  1. Percepção

Interpretação, seleção e organização da informação relativa ao caminho de forma a calcular a melhor trajetória. Análise do terreno, decisão e tempo de reação. Somos rápidos ou lentos?

  1. Material

Escolha da sapatilha e drop da sapatilha. As sapatilhas têm características distintas nomeadamente na aderência em diferentes pisos, amortecimento e na diferença de altura entre calcanhar e frente do pé, drop. Todos estes fatores influenciam na descida, sendo que um drop mais baixo poderá significar um aumento no apoio na parte de frente do pé ao invés do calcanhar.

Se tivermos em conta todos estes fatores, seguramente que com trabalho e experiência é possível melhorar a nossa performance a descer.

Boas corridas a todos. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.