Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Correr nas férias: Almería, Espanha

 

Por Ana Guerra

 

Este ano decidi visitar a minha irmã em Almería para passarmos uns bons dias de praia e matarmos as saudades que tínhamos acumulado ao longo de 8 meses. Como já não era a primeira vez que viajava para esta cidade sabia que tinha de levar o meu equipamento para correr no passeio que percorre quase toda a linha de praias da zona.

 

Já faz um mês que tive de interromper os meus treinos devido a um eletrocardiograma que merece ser analisado com mais atenção através duma prova de esforço. Contudo, não queria deixar passar esta oportunidade e conhecer os hábitos alimentares e de corrida de alguns habitantes ou turistas desta cidade.

 

Para quem não sabe, Almería fica a quase 900km de Lisboa (cerca de 9h de viagem) e pertence à comunidade autónoma de Andaluzia. Tem pouco mais de 180000 habitantes, tem boas praias de areia mais escura, é banhada pelo Mar Mediterrâneo e tem um clima bastante quente: as temperaturas durante o Verão rondam os 28-30ºC durante TODO o dia…Isso mesmo, as temperaturas não baixam mesmo durante a noite. O que ajuda a suportar este calor todo é o vento que costuma aparecer durante a tarde.

Durante os primeiros dias (e devido à minha curiosidade profissional) estive a estudar um pouco o tipo de alimentação desta região que, apesar de se situar dentro da categoria de “Dieta Mediterrânica”, há muito que se anda a afastar deste padrão. A globalização começou a alterar os bons hábitos da população e, mesmo havendo imensas estufas nesta cidade, o consumo de fruta e legumes é diminuto. Por este motivo, reparei que a taxa de indivíduos com excesso de peso/obesidade é elevada, principalmente nas camadas mais jovens da população.

 

Mas voltemos ao tema principal: correr!

No dia em que decidi correr no passeio junto à praia, levantei-me cedo – 7h50 (para mim era quase de madrugada), equipei-me, agarrei no telemóvel e lá fui eu. Quando olhei para a temperatura que marcava no telemóvel nem quis acreditar: eram 8h15 e marcava 28ºC. Seria possível? Não achei que estivesse assim tanto calor e lá continuei a minha caminhada até ao passeio. Àquela hora estavam muitas pessoas naquele passeio: corredores, grupos de idosos a caminharem, crianças a andarem de bicicleta e pessoas em cadeira de rodas (esta cidade tem muitas infraestruturas adaptadas a deficientes motores e idosos, principalmente no acesso às praias). Esqueci-me de referir que a cidade de Almería é conhecida pela quantidade enorme de cães que passeiam as ruas: quase cada casa tem, pelo menos, um cão. Contudo, as regras de passeio com os cães são bastante rígidas: os donos obedecem ao uso obrigatório de trela na via pública e ao programa de vacinação. Isto tudo para dizer que os cães também estavam a passear naquela manhã. 

 

Quando comecei a correr nem queria acreditar: um mês parada e não me doía nada. Sentia-me bem e leve…até começar a sentir o calor. Parecia que alguém estava ao meu lado com um aquecedor apontado para mim. Foi horrível! Só me fez lembrar o calor que estava durante a Meia Maratona de Lisboa em Março. Desisti passados 4,2Km. Uma marca muito abaixo do que costumo fazer nos treinos.

 

Resultado disto tudo: regressei das férias muito constipada e tenho de continuar no “estaleiro” até conseguir fazer a prova de esforço. Mas eu não desisto, vou treinar devagar, mas vou!

 

Venha treinar connosco também! Fique atento aos nossos eventos!

 

Boas corridas!

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.