Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Correr é a maior recompensa

IMG_3060.jpg

Comecei a correr em 2011, a treinar mais seriamente em 2014, mas tenho no entanto, lutado desde há vários anos com um dilema. Afinal que ganhos obtenho por todo o trabalho árduo e esforço que coloco no treino? Nunca irei ser um corredor de elite e será um milagre se alguma vez estiver perto de ganhar uma prova. Quanto muito posso aspirar e com muita sorte a um pódio no meu escalão, isto numa prova pequena e com muito poucos corredores. Porque então tanto suor e lágrimas?   

Bem, em grande parte correr é em si mesmo a maior recompensa. O simples facto de estar na rua ao ar livre, percorrer trilhos novos ou conhecidos, ter a capacidade de correr mais longe, mais rápido, mas acima de tudo ser capaz de correr, é em si mesmo pela alegria e serenidade que me dá o maior ganho que posso ter e a minha grande recompensa.   

No entanto, há dias em que simplesmente faço o que está planeado para alcançar os objetivos futuros que estabeleci a mim mesmo. Dias de chuva, vento, frio ou cansaço em que não apetece sair de casa ou em que só saber que é dia de séries já custa, dias em que o esforço mental é sem dúvida maior do que o físico. Infelizmente eu nunca sei ao certo se um determinado treino ou ciclo de treino vai ter o desfecho pretendido. É preciso confiar que tudo faz sentido e que no final os resultados aparecem. Existem planos, das mais variadas formas e feitios claro, existem ferramentas informáticas e tecnológicas para acompanhar o progresso e a evolução, mas elas só interpretam uma parte, pequena, do que todo o treino e trabalho realmente estão a fazer ao teu corpo e mente. Portanto, nenhum VO2Max, nenhuma previsão do relógio, nenhum treino ou nenhuma prova teste podem garantir que no final vou alcançar os meus objetivos. 

Eu sei que o treino bem planeado e estruturado tem efeito e produz resultados, já vivi em primeira mão. Não houve uma única altura em que no fim do planeamento eu não tenha melhorado. Inclusive as medalhas do strava ajudam-me, ainda que seja um placebo.  Mas isso não elimina todas as minhas dúvidas sobre se desta vez o esforço irá compensar e serei capaz de ultrapassar as metas que me impus.

É ter um pouco de fé, acreditar, sem expectativas de retorno imediato, que tudo faz sentido e que no final, na linha de partida estarei preparado para atingir todos os objetivos. Se não conseguir, é repetir o processo uma e outra vez, porque no fim com esforço e trabalho tudo é possível.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.