Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

Afinal, para que serve a ATRP?

18350682_wRAQO.jpeg

Deve uma Associação servir os seus associados ou viver no seu mundo hermético por detrás de estatutos?

Deve uma Associação olhar para as necessidades dos seus associados que podem mudar consoante o decorrer das suas vidas e as chatices dos imprevistos (bons ou maus) ou deve ser germânicamente inflexível?

Deve uma Associação servir ou servir-se?

Deve uma Associação fazer tudo o que seja possível para chamar mais associados e dar a conhecer a modalidade ou deve ser distante de tudo?

A Associação em causa é a ATRP que em nossa opinião (Correr na Cidade) tem funcionado muito mal e feito um péssimo de serviço ao cliente aos seus associados. Ficam no ar essas perguntas para que todos possam ajudar a responder.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Filipe Gil

    04.12.18

    São demasiadas coisas. Para tudo se escusam nos estatutos, sem análise, sem ponderar. Quase que dá para perguntar se os robots são quem reinam a ATRP. Dou um exemplo pessoal, por motivos de acidente que sofri, durante 8 meses não pude praticar qualquer desporto, muito menos trail. Peguntei se não estaria livre de pagar quotas nesse período. A resposta foi: os estatutos não prevêem essa situação, por isso, tem de pagar as quotas. Mas há mais. Mas não vale a pena escrever aqui,
  • Sem imagem de perfil

    Pedro Viana

    10.12.18


    Antes de escrever, vou fazer a minha declaração de interesses. Não conheço ninguém que faça parte dos órgãos sociais da ATRP (penso eu), nem tenho qualquer ambição pessoal de fazer parte da mesma. Penso que existem muitas coisas que podem melhorar, mas do que vejo nas redes sociais, e blogosfera associada ao trail, penso que está na moda bater na ATRP.
    Ser sócio da Associação, não se esgota em ter uma classificação final (seja de ranking, campeonato ou taça de portugal), pelo que, estar impedido para correr nas provas do circuito, não é razão para não pagar a quota anual. Depois, uma quota anual no simbólico valor de 10 euros (menos de 1€ por mês) não me parece razão para dizer que a ATRP não serve os propósitos.
    Não tenho por hábito debater este tipo de coisas, mas achei que este post era inócuo demais comparado com os demais posts que se escrevem por aqui.
    Se tiveres interesse em falar doutros coisas que te desagradam, tenho todo o interesse em ler ;)

    https://andaviana.wordpress.com/
  • Imagem de perfil

    Filipe Gil

    10.12.18

    Obrigado pelo comentário. Também não tenho nenhum interesse na ATRP. Sou daqueles que corre nos trilhos apenas pelo gozo, nada mais. Mas acho que as Associações devem servir os interesses dos seus associados. E se estes reclamam ou se acham que está algo mal, a resposta não pode ser apenas aquilo que os estatutos permitem ou não. Não está aqui em questão o preço, simbólico para uns, esforço financeiro para outros (que não é o meu caso). Contudo, penso que deixa muito a desejar, umas associação deve estar com os associados e não contra os associados.

    Abraço. E boas corridas.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.