Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

7 perguntas à...La Sportiva

la-sportiva-logo.jpg

Por Tiago Portugal e Filipe Gil

 

No seguimento das 7 questões que colocamos às várias marcas que atuam no nosso mercado esta semana é altura de ler o que a marca italiana La Sportiva respondeu. 

 

Curioso? Fique com a entrevista a Carlos Vieira da empresa Dmaker, distribuidores da marca em Portugal.  

 

Como analisam o setor da corrida em Portugal?

 

Temos assistido a uma forte adesão à corrida um pouco por todo o país o que pode ser explicado por uma maior consciência do papel do desporto na saúde e bem-estar de cada um, e pelo relativo baixo custo do acesso a esta prática, comparativamente com outras modalidades.

 

A corrida é uma moda? Vai desvanecer ou veio para ficar?

 

A corrida está na moda mas não apresenta indícios de ser um fenómeno efémero para desvanecer nos próximos tempos. A corrida tem conseguido saber conciliar a vertente competitiva com estilos de vida activos, onde famílias e grupos de amigos se reúnem e partilham experiências comuns. O trail running em particular e as corridas fora de estrada em geral, têm usufruído de igual modo de um crescimento notável pela comunhão que oferecem com a natureza, e estas práticas são ainda bastante mais recentes em Portugal.

 

Qual a vossa sapatilha de corrida com mais sucesso entre os portugueses?

 

As sapatilhas Ultra Raptor continuam a ser o modelo mais popular e consensual em Portugal apesar de verem a sua liderança ameaçada pelo modelo Bushido com apenas dois anos de mercado. O sucesso reside na estabilidade, aderência e conforto que ambas proporcionam em todos os tipos de terreno.

 

Que novidades vão ter para os corredores nas próximas coleções?

 

A grande novidade para 2016 é o modelo Akasha que promete se tornar em mais um caso de sucesso da marca. As Akasha foram concebidas para longas distâncias e aliam um design elegante para uso casual com a máxima absorção de impactos e tracção para os melhores desempenhos em todo o tipo de terrenos. A marca estará também presente em Portugal com uma colecção de vestuário mais abrangente, totalmente coordenada com as cores e texturas do calçado.

Akasha_BlackYellow.jpg

 

Em Portugal vende-se vestuário para corrida ou os portugueses apostam mais nas marcas apenas nas sapatilhas?

 

A marca é reconhecida pela fiabilidade e performance do seu calçado mas os portugueses começam a descobrir e a abraçar as restantes soluções têxteis da marca. As sapatilhas são a escolha primordial de cada corredor mas as vendas de vestuário técnico têm também crescido à medida das necessidades de cada um.

 

Como marca, que outras áreas/deportos estão a apostar para conquistar os corredores?

 

A marca tem uma tradição fortíssima em calçado para actividades de montanha e, em Portugal, está igualmente presente no sector de escalada com calçado específico para a prática da modalidade. Fundada em Itália, em 1928, a marca é reconhecida internacionalmente pela inovação e excelência dos seus produtos, razão para a forte fidelização de clientes em todos os seus domínios.

Solution_Mens_NEW_web.jpg

De que forma as marcas podem intervir e contribuir para que os jovens se tornem menos sedentários?

 

As marcas têm o poder e dever de estimular estilos de vida activos, saudáveis e em harmonia com as comunidades onde estão inseridas. Esta responsabilidade é intrínseca e sublinhada pelos modelos que utilizam para corporizar a marca sejam eles atletas, competições ou acções de relações públicas. O contributo das marcas em cativar os mais jovens é a sua capacidade em gerar atracção e desejo dos mais novos em se tornarem – ou ao menos fazerem parte de – todos os mundos que elas representam.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.