Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

5 razões para participar na Extreme West Atlantic Adventure

Extreme West Trail Adventure 3.jpg

Embora já tivesse passado algum tempo desde que cruzamos a meta da Extreme West Atlantic Adventure, não queria deixar de partilhar convosco 5 razões para participarem nesta aventura única! Sim, a Extreme West Atlantic Adventure, faz jus ao nome e é uma verdadeira aventura, não “apenas” uma prova de trail (como a Sónia Tubal explica no Race Report). For em meados de Setembro que o Xiko e eu passamos 3 dias nas Flores e no Corvo nos Açores

Extreme West Trail Adventure 1.jpg

A Extreme West Atlantic Adventure é uma prova de trail running composta por três estapas. A primeira etapa foram “apenas” 7km. Mas, esses 7km foram SEMPRE a subir, pois, foram quase 1000m de D+! Loucura! O segundo dia, fomos de barco para o Corvo para correr 19km com 1400m de D+ e no último dia voltámos às Flores para 35km com 2450m de D+.

As opiniões acerca desta prova épica são unânimes. Para quem gosta de trail e de viajar, é um must! De facto, posso afirmar que a Extreme West Atlantic Adventure é das minhas provas preferidas. Porquê? Explico-te já!

Extreme West Trail Adventure 2.jpg

5 razões para participar na Extreme West Atlantic Adventure:

  1. É uma prova por estapas - o facto de corrermos 3 dias seguidos é outro tipo de desafio, tanto para a cabeça como para o corpo. Correr uma prova por etapas envolve algum cuidado na gestão do esforço e na recuperação. Escrevi algumas dicas sobre como preparar uma prova por etapas aqui neste post. À nível de etapas, a Extreme West Atlantic Adventure é bastante diversificada. Começamos com um KM vertical, tivemos a oportunidade de correr no caldeirão único do Corvo e o remate final foram os 35km pelos trilhos épicos da ilha das Flores, desafiando a nossa resiliência. 
  2. Este ano, a Extreme West Atlantic Adventure, contou com apenas 50 vagas - e é claro que, no final da última etapa, já toda a gente se conhecia. Foram 3 dias muito intensos neste simpático grupo de amantes da natureza e desafios, nos trilhos, mas também em passeios de barco, almoços, jantares e convívio geral! A partilha de experiências entre participantes é brutal. E o Xiko e eu ficámos super impressionados com hostórias de 100 milhas e provas em condições extremas. Somos realmente uns “rookies” do trail!
  3. Ao participar na Extreme West Atlantic Adventure ficarás a conhecer pelo menos 3 ilhas do arquipélago dos Açores. E na verdade, visitar as ilhas mais remotas do arquipélago é algo muito único. Dos teus amigos, quem é que já esteve nas Flores e no Corvo? ;) E, para chegar às Flores, terás que voar primeiro a São Miguel ou Terceira. É portanto, de aproveitar para conhecer pelo menos três ilhas! Nós aproveitamos a escala em São Miguel para dar uma volta pela zona das Sete Cidades de scooter. Foi brutal, mas uma tarde apenas, soube a pouco!
  4. Ao participar na Extreme West Atlantic Adventure estás a ajudar na economia local de duas das ilhas mais remotas da Europa! Sim, se formos a pensar no turismo sustentável e encararmos as nossas viagens como um investimento nas economias locais, onde investirias? Em Portugal, claro!
  5. Este último ponto é comum a todas as provas do Azores Trail Run: a excelente organização! A Extreme West Atlantic Adventure não conta com packs com voo e alojamento incluído, mas isso também é fácil de tratar. Agora, no que toca à logística da prova, a Extreme West Atlantic Adventure é muuuito boa! Temos autocarros e barcos para nos levarem aos locais mais incríveis para correr, abastecimentos muito bons e uma equipa maravilha!

Extreme West Trail Adventure 4.jpg

Então, que acham? Bora lá? Para o ano vemo-nos nas Flores e Corvo? ;)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.