Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

38ª Meia-Maratona de São João das Lampas

Este passado sábado (13 Setembro) três elementos da Crew foram participar da 38º Meia-Maratona de São João das Lampas. Três maneiras distintas de encarar a prova e ao mesmo tempo a mesma vontade de superação que nos leva a estes eventos.


Tempo oficial de prova de cada elemento :

Luis Moura - 1:35:41, 86 Geral
Joao Figueiredo - 1:45:46, 240 Geral
Liliana Moreira - 2:33:40, 608 Geral


O que cada um de nós pensou da prova :

Luís:
Pela terceira vez regresso a esta prova fantastica, que abre as hostilidades anualmente relativamente às provas "maiores" de estrada.
Por norma o tempo costuma estar mais para o quente no inicio de Setembro (daí a quantidade enorme de chuveiros ao longo do percurso), mas este ano esteve o tempo encoberto, com muita humidade a dificultar a respiração de um modo geral.


Relativamente à prova, e depois de uma semana muito puxada em termos de treinos e carga diária, fui para lá com o objectivo de rolar rápido, fazer km's mas sem entrar em exageros para bater PBT's. Esse objectivo ficava para outro dia, por isso era puxar pela maquina dentro do razoavel e depois gerir o esforço ao longo das rampas. Passei aos 10km em 104 da geral, aos 15km em 107 da geral para depois acelerar e chegar em 86 na geral na meta.


Estava a sentir o corpo muito, muito cansado, mas as pernas estavam em alta rotação e foi deixar ir. E também a pensar que no dia seguinte tinha os 10Km da Corrida do Tejo com a tarefa e responsabilidade de ajudar quem quisesse correr connosco em menos de 50min.
O conhecimento da prova, do traçado e onde sobe e desce, e o facto de vir com as uma boa rotação nos trilhos, permitiram manter o ritmo vivo e bater o meu recorde na prova por mais de 10min, se ainda a 2min do meu record absoluto em Meia-Maratonas.


Como sempre, é uma prova acessivel a nivel de preço, muito bem organizada, pensada de corredor e para o corredor e com um grau elevado de exigencia fisica. Só o facto de acabar já deverá um bom motivo de orgulhoso para muita gente. Em termos de relação preço/qualidade é uma das melhores provas que existem em Portugal tal como já tive oportunidade de escrever e de dizer ao nosso amigo Fernando.

Chega Meta Luis Moura
Liliana:

A Liliana encarou esta prova mais como um treino longo e puxado do que como uma prova em si, visto que o objectivo dela é outro para daqui a umas semanas. Entrou confiante e com os treinos a fazerem notar um maior ritmo geral.


Passou aos 10km em 621, subiu para 620 na passagem dos 15km e finalizou em 608, com um novo recorde pessoal em meia-maratonas, retirando 15min ao anterior e a deixar grandes expectativas para a meia da Vasco da Gama. Vamos ver o que ela disse sobre a prova :

"S.Joao das "rampas" é testar os limites da resiliência para alguém como eu. Achei uma organização muito bem conseguida. Foi a primeira vez que senti que o atleta era o focus do evento, vai para lá do dinheiro ou lucro... é o prazer da corrida no seu estado mais puro e doloroso. Cada subida foi um estalo na cara... obriga-nos a rever todo o conceito de treino e é também dificil pelo carrossel de emoções que se vive naquele traçado.
E a doçaria local... pfff nao ha melhor para brindar os atletas...
Gostei muito do espirito! Foi uma prova detalhada e bem executada, com pequenos pormenores que a diferenciam de tantas outras... como por exemplo o de nos colocarem a medalha ao pescoço ao invés de darem na mão.
Adorei a delicadeza de darem uma rosa às meninas..."

Liliana Moreira passar a meta

 


João:

O João foi a primeira vez que foi às lampas, mas já tem experiencias de várias provas de 10km e algumas meias. O que disse o nosso colega que corre minimalista :
"Correr a 1/2 maratona de S. João das Lampas foi um prazer enorme. Apesar do percurso ter subidas agrestes e descidas difíceis, compensa com o apoio da população local e com os refrescantes chuveiros para um duche mega-rápido. Impressionante as vezes que agradeci aplausos e palavras de incentivo. Todos naquela terra ajudaram a criar uma atmosfera boa onda em volta de uma corrida que vou querer repetir."

Joao Figueiredo na rampa dos 15km

 


Resumo da prova:


Foi um bom dia de festa para quem gosta de correr e de se sentir vivo.
Tal como o Joao indica, é impressionante a quantidade de pessoas que se junta nas bermas para nos cumprimentar com palmas ou incentivos, piropos ou a pura alegria da miudagem.


Tem provavelmente o traçado mais dificil de todas as meia-maratonas oficiais e isso nota-se na dureza da prova. Mas quando se chega ao fim, temos um sentimento de missão cumprida e de que realmente gostamos do que fazemos.
Cada um com os seus moinhos e seus Sancho pancha, mas todos com o mesmo objectivo de prazer e auto-superação.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.