Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

3 dias, 3 etapas, 2 ilhas - vem aí o Extreme West Atlantic Adventure

Extreme West Atlantic Adventure 2.jpg

E quando, a menos de 3 meses para a Maratona de Amsterdão, o grande evento do ano, surge um convite irrecusável? Sim, correr em 2 ilhas dos Açores em 3 dias, é irrecusável. Vem aí, já dia 13 a 15 de Setembro, a Extreme West Atlantic Adventure. A Extreme West Atlantic Adventure, decorre nas ilhas de Flores e Corvo. São 3 dias com 3 provas, com um total de mais de 70km e cerca de 5000m D+. Parece-me um bom treino para a Maratona. Que acham?

Adoro correr nos Açores. Já tive a oportunidade de correr no Faial e em Santa Maria e as ilhas de Crovo e Flores, que ainda desconheço, prometem ser ainda mais selvagens! Estou aos pulos! Tenho 45 dias para treinar! Treinar no duro! Correr uma prova por etapas não é novidade para mim, pois já fiz 4 dias seguidos no Gerês, e sei a dureza que é! Mas vamos lá! 

A Extreme West Atlantic Adventure é uma prova organizada pelo Azores Trail Run que decorre nas paisagens mais emblemáticas das 2 ilhas do mais ocidentais do arquipélago Açoriano: Ilha das Flores e Ilha do Corvo. Sem esta prova, seria pouco provável visitar estas ilhas, por isso estou muito grata por esta oportunidade única!

À nível logístico, compramos voos pela Ryanair, de Lisboa a Ponta Delgada, São Miguel (165€ por pessoa) e pedimos o encaminhamento da Sata de Ponta Delgada para as Flores. São, portanto, dois voos, cada um com de cerca de 2 horas de duração. Sim, vamos mesmo para o MEIO do Atlântico! A nível do alojamento, ainda estamos a avaliar opções, mas iremos ficar hospedados sempre nas Flores.

Sobre a prova, a primeira etapa, as Escadinhas do Céu, na ilha das Flores, transporta-nos numa viagem de cerca de 6,5 Km, desde o nível do mar, na Fajã Grande, até ao ponto mais alto da ilha, o Morro Alto, com 914m de altitude. 

Extreme West Atlantic Adventure 1.jpg

O Trail Corvo, a segunda etapa, nos levará desde a Vila do Corvo, passado pela Cara do Índio, chegando ao topo da ilha mais pequena dos Açores, onde somos convidados a descer ao Caldeirão e a circundar o perímetro da lagoa aí existente. A lagoa encontra-se na antiga cratera vulcânica que esteve na génese da ilha.

Na última etapa, já com as pernas cansadas, retornamos à ilha das Flores, com uma grande riqueza de paisagens vulcânicas, natureza exuberante e com muita água. Percorremos fajãs lávicas e detríticas como a Fajã Grande e a Fajãzinha, onde escorrem inúmeras linhas de água, formando impressionantes quedas de água na encosta, com destaque para o Poço da Alagoinha, uma paisagem idílica que reúne uma lagoa, cascatas, altas arribas de pedras escuras a contrastar com o verde da natureza singular da ilha e ainda o oceano ao fundo.

tiago-miguel-pereira-BpHJQnzf9dY-unsplash.jpg

É um evento único que, enquanto amante de trail e natureza no seu estado mais puro, não vais querer perder! Pronto para aventura? Inscreve-te já! Há apenas 50 vagas!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Bo Irik

    30.07.19

    É só provas emblemáticas :D Sim, daremos o nosso feedback aqui no blog, claro ;)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.