Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correr na Cidade

15º lugar nos 67K de Vila de Rei

 

 

Por Stefan Pequito:

 

Bem cá vamos falar da minha Prova de Vila de Rei etapa III do Circuito Território organizada pelo Horizontes. Prova muito bem organizada, tal como foram os três abastecimentos e a sinalização que para mim estava ótimo. Sem dúvida organização cinco estrelas de quem tem uma enorme paixão pelo que faz. Estão de parabéns. 

 

Bem a minha aventura foi fantástica, desta vez consegui chegar ao dia da prova a sentir-me muito bem e quase a 100%... finamente!

 

Fui com o meu colega de trabalho Afonso que depois de o “melgar” consegui pôr o rapaz a correr trilhos. Ele foi para a prova de 21k, a sua segunda vez, e eu para a minha 1º de 67k. Não vou mentir estava algo receoso. A prova começou as 8h30m com o controlo 0 depois de um pequeno briefing que já tinha ouvido no dia anterior quando foi buscar o dorsal, às 9h lá partimos para a “loucura”.

 

 

Praticamente entrámos logo em trilhos e estradões com paisagens lindas de morrer. Mais ao menos ao km 11 subimos uma escarpa que mais parecia alpinismo, para de seguida descermos numa pista de downhill. Só visto mesmo e sentido. Correr ao lado do rio passar pelas ribeiras com um calor danado subir autênticos muros teve de tudo aqueles 67k, até lama para me lembrar dos Trilhos dos Abutres.

 

Mas tenho de agradecer ao Guilherme que a partir do 15ºkm me ajudou a encontrar o meu ritmo e claro me fez companhia até ao fim da prova. Como já disse, é uma prova brutal quer em beleza e quer na dificuldade. Mas o que importa e que chegamos os dois ao fim e acabei por ficar em 15º e ele 16º - mas no meu ver ele ficou em 15º, mas pronto ficou assim registado.

 

 

No fim tinha o meu grande amigo Afonso que já tinha terminado a sua prova há muitas horas atrás.

 

Resumindo para o ano estou lá outra vez. Ah! Foi a 1º vez que utilizei bastões e digo que dá muito jeito . Sem dúvida foi uma prova de aprendizagem muito à conta do Guilherme que me foi explicado muita coisa, como ter visto qual é o meu ritmo e ter aprendido que devo levar mais coisas para mordiscar pelo caminho. Agora que venha Sertã.

 

 

 

Os créditos das fotos são de Guilherme Marques Photo  e do Paulo César Borges.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.